Esportes

Jovem do 'Atleta Cidadão' vai integrar equipe profissional de vôlei

São José dos Campos - Descoberta nas categorias de base do programa Atleta Cidadão, a jogadora de vôlei Beatriz Alves Genes Silveira, 16 anos, vai integrar a equipe de voleibol sub-19 da equipe do Bradesco/Osasco, umas das mais tradicionais do país.

Beatriz se formou nas escolinhas de base do Programa Atleta Cidadão, onde permaneceu por quatro anos. “O Atleta Cidadão sempre me deu estrutura para que eu pudesse seguir meus sonhos. Os profissionais sempre me ajudaram e foram de extrema importância para minha decisão de jogar em outro lugar esse próximo ano”, disse Beatriz. Aprendizado que ela pretende levar para o novo desafio.

“Aprendi muitas coisas no programa, como ter disciplina em treinos e fora deles, e respeito pelos mais velhos e pelas meninas. São valores que vou levar sempre na vida, independente se estiver jogando ou não”, completou.

A jovem levantadora faz parte das equipes sub-17 e sub-19 de São José e apesar da pouca idade já conquistou títulos representando São José e o Brasil. Foi campeã com a equipe sub-19 dos Jogos Regionais de Ilhabela e São Sebastião.

Convocada para jogar na seleção brasileira sub-18 no Campeonato Sul-Americano na Colômbia, em julho deste ano, conquistou junto com a equipe o terceiro lugar e garantiu vaga para o Mundial de 2019.

Beatriz também compôs o elenco da Seleção Paulista na temporada de 2016, competindo o Brasileiro de Seleções pela categoria sub-14.

Agora o novo desafio será integrar a equipe Bradesco/Osasco, considerada uma das mais tradicionais e estruturadas no voleibol de base do país. A ida de Beatriz para a nova casa deve ocorrer até o final deste mês. A jovem atleta irá assinar seu primeiro contrato, após ficar quatro anos no programa Atleta Cidadão. O contrato prevê bolsa de estudo, auxílio financeiro, transporte, alojamento e refeição. “Eu espero poder ir bem nessa temporada, para que nos próximos anos continue jogando lá”, disse.

E Bia está preparada para as mudanças. A nova rotina inclui morar na cidade de Osasco com outras atletas, estudar em uma nova escola e visitar a família somente nos dias de folga. “Em 2019, a rotina de jogar em um lugar diferente, com pessoas diferentes e mais velhas vai ser um enorme desafio, mas espero que valha a pena no fim”, completou.

Segundo o técnico da equipe feminina sub-19 de São José dos Campos, Ademilson de Araújo Mendes, o Dema, Beatriz é uma atleta completa. “Ela sempre se destacou no domínio de quadra, na dedicação e trabalho em equipe. Começou como ponteira e depois passou a atuar como levantadora. É nota dez na quadra e também nos estudos”, disse.

Para Dema, as convocações de Beatriz e a sondagem de diversas equipes por seu passe refletem o bom trabalho realizado pelo Atleta Cidadão. “O voleibol do Brasil é um dos mais respeitados no mundo. E o que tem melhor está em São Paulo. É extraordinário para o programa ter atletas formados na cidade que se destacam. É a comprovação do trabalho bem feito”.

Por meio do programa, Beatriz seguia uma rotina intensa de treinamentos no Ginásio de Esportes José Vaney, na Cidade Jardim. Eram seis horas de treino diários e pesados, que incluíam trabalhos de estabilização, corrida, musculação e treino com bola. Na equipe feminina de vôlei, representou São José em campeonatos regionais e estaduais.

E os sonhos de Beatriz não param por aí. Ela pretende fazer faculdade de Educação Física e se especializar para dar treinamentos. “Meu sonho é poder jogar profissionalmente o máximo o possível e construir uma família”.

Tags: Jovem  do  'Atleta  Cidadão'  vai  integrar  equipe  profissional  de  vôlei