Esportes

Prefeitura e Fundação Casa promovem oficina de dança para jovens

São José dos Campos - A alegria e diversão, puxada pela cultura e pela dança, conquistaram os olhares tímidos de um grupo de quase 60 garotos da Fundação Casa nesta terça-feira (29).

Dois instrutores de Urban Mix™, tipo de dança que mescla cinco diferentes estilos, animaram a molecada em uma ação promovida pela Prefeitura, em parceria com a instituição.

Guiados por Adivan e Gilmar, os meninos puderam aprender um pouco mais sobre os passos da dança, a importância de se sentir bem fazendo o que gosta e de ter foco ‘na pista’, que pode e deve ser levado para todas as situações cotidianas.

Alberto (nome fictício) era um dos mais animados com a oficina. Ele, que estava no primeiro grupo com 26 garotos, pediu para continuar realizando a atividade com a outra turma que iria participar. “Foi muito bom. Animou bem a galera e até quem não ia participar, dançou”.

Criados na região sul, a mãe e o tio do jovem costumavam dançar nos desfiles de escola de samba de São José, influência artística que recaiu sobre ele e que se reforça quando ele relembra que ela era porta-bandeira e que ele também já participou da avenida com a ela. “Não tem nem como não gostar”, falou Alberto.

Outros dois meninos também entraram no ritmo sem qualquer timidez. Dênis (nome fictício) é artista por natureza e faz cursos de grafite, rap e violão. “Sou flex, aprendo de tudo”, falou rindo.

Ele conta que o instrumento de cordas é o que ele ainda precisa se aprimorar mais, mas que está no caminho. As influências com o rap são os lendários norte-americano Tupac Shakur e o grupo brasileiro Racionais MC’s. E cheio de sonhos, ele ainda pensa em cursar a faculdade de Engenharia Mecânica, defendendo que “é bom com contas”.

Oportunidades próximas

O principal objetivo da parceria entre Prefeitura e Fundação Casa é propiciar mais oficinas artísticas e de lazer aos garotos que estão estudando e se profissionalizando na unidade.

No local, eles cumprem a grade curricular condizente com o ano escolar, participam de cursos técnicos e de capacitação e de atividades socioculturais. Bruno (nome fictício) é um desses alunos que, assim como Dênis, tentam compor letras de rap que reflitam o que eles vivem e sentem. “Componho letras para mim mesmo”, ressaltou.

Quando perguntado sobre o que achou das atividades com os instrutores de Urban Mix, J. elogia e estende isso ao trabalho realizado na Fundação Casa. “Foi uma atividade bem interativa e aqui a gente tem oportunidades que não temos lá fora. Tô cheio de planos. Penso em ter a arte como algo para as horas vagas, buscar curso do Senai e me formar em Engenharia Civil também”, descreveu.

E quem acompanha os garotos diariamente, bem de perto, se alegra em ver a integração dos meninos com os profissionais que estão lá para auxiliá-los. O coordenador pedagógico do Módulo CI (Centro de Internação), Vinícius Bastos, disse que, internamente, o objetivo é ampliar a iniciativa e capacidade de cada menino. "Eles me pedem uma coisa e eu digo, ‘bora, vamos fazer’”.

O profissional completa gratificando as chances de atividades externas, como a oficina de dança promovida pela Administração, e exemplificando a importância para que haja troca de experiências e diálogo com os jovens que sonham com uma carreira após a passagem pela instituição. “Elaboramos pela primeira vez nesse período de férias um evento chamado Cases de Sucesso, trazendo profissionais que passaram pela Fundação Casa para palestrar. E quando eles ouviram que o palestrante passou pela fundação, o interesse despertava ainda mais”, contou Vinícius Bastos.

Tags: Prefeitura  e  Fundação  Casa  promovem  oficina  de  dança  para  jovens