Trânsito

Simulado de atendimento de emergência na Dutra

São José dos Campos - Um simulado de atendimento de emergência a 31 vítimas de um acidente de grandes proporções na Via Dutra mobilizou 3.600 pessoas na manhã desta quinta-feira (26) em São José dos Campos.

A Prefeitura participou com 30 agentes de voluntários da Defesa Civil, que tiveram papel de destaque no treinamento. Eles fizeram a vistoria nas salas da Unip (Universidade Paulista) para liberação do prédio para volta dos 3.500 estudantes, que haviam sido evacuados durante a megaoperação.

"Já participei de vários simulados de acidentes e este foi bem proveitoso. Quanto mais treinamos, mais preparados estamos para atuar em casos de emergência", disse Valdecir Gandra, 45 anos e há 7 anos voluntário da Defesa Civil de São José.

"São importantes simulados como este para aprendermos como agir em situações reais. Com este tipo de capacitação, estaremos melhor preparados para ajudar as pessoas", afirmou Cláudio Costa Manso, que tem 77 anos e atua há 16 como voluntário da Defesa Civil de São José.

Aula prática
Participantes e observadores do simulado promovido pela CCR NovaDutra também destacaram a importância de treinamentos como o desta quinta-feira.
"É difícil termos um acidente da proporção deste que simulamos, mas foi muito importante para treinar e detectar melhorias que podem ser adotadas em caso de acidentes reais. Nos momentos de emergência, é preciso que todos saibam como agir. A integração que vimos hoje faz diferença no momento de salvar vidas", disse o gestor de Atendimento da NovaDutra, Virgílio Leocádio.

Alunos e professores da Unip dos cursos de Fisioterapia e Enfermagem participaram ativamente da megaoperação.

"Como fisioterapeutas, vamos trabalhar na recuperação de pessoas acidentadas. Então, uma oportunidade como a de hoje foi muito importante. É um conhecimento que adquirimos na prática e que vai nos ajudar muito quando formos exercer nossa profissão", afirmou Maria Júlia Ribeiro, que tem 20 anos e está no 3º ano do curso de Fisioterapia da Unip.

"Foi uma chance de aproximarmos os alunos da realidade que eles vão encontrar quando se formarem e estiverem no mercado de trabalho. É uma experiência muito enriquecedora para eles", disse Andreara Almeida, professora do curso de Enfermagem.

União de forças
A força-tarefa foi realizada pela CCR NovaDutra no km 157,2 da pista sentido São Paulo, em frente à Unip (Universidade Paulista).

No total, 3.600 pessoas estiveram envolvidas na megaoperação, entre atores, estudantes da universidade e equipes de emergência. Para esse treinamento, foi feita a evacuação da Unip.

A proposta do treinamento foi aprimorar os procedimentos das instituições participantes, alinhando as ações de atendimento em eventuais ocorrências de grande proporção.

O simulado contou com a participação da Polícia Rodoviária Federal, Defesa Civil Estadual, Corpo de Bombeiros e Grupamento Aéreo da Polícia Militar, Grau (Grupo de Resgate e Atendimento a Urgências), Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e Rinem (Rede Integrada de Emergências, que reúne prefeituras, hospitais e empresas da Região Metropolitana do Vale do Paraíba, Litoral Norte e Serra da Mantiqueira.

Como foi o simulado
A ação simulou uma ocorrência com 31 vítimas, que foram representadas por alunos do curso de Enfermagem da Unip.

Foram 19 com ferimentos leves, 6 com ferimentos moderados e 6 com ferimentos graves, que foram resgatadas e socorridas pelas equipes de emergências para hospitais de São José dos Campos com apoio do Helicóptero Águia da Polícia Militar.

Elas ficaram feridas em uma colisão no km 157,2 da Dutra entre um ônibus com romeiros que estavam retornando de Aparecida e uma carreta transportando produto químico. Além da carreta e do ônibus, outros dois veículos de passeio também se envolveram na ocorrência.

Devido à periculosidade do produto transportado pela carreta, houve necessidade de isolamento da área atingida e a evacuação de uma universidade lindeira à rodovia, onde mais de 3.500 alunos estão em aula, já que ocorreu o derramamento de Acrilato de Butila (composto químico) e a contaminação de um rio próximo.


Foto: Charles de Moura/PMSJC: Equipes socorrem vítima durante simulado de acidente na Dutra; treinamento contou com participação de 3.600 pessoas


Tags: Simulado  de  atendimento  de  emergência  na  Dutra