Editorial

Cinco municípios do Vale podem sair do mapa do Brasil

Brasil - O Pacto Federativo entregue pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre, traz entre as propostas a fusão de municípios com menos de 5 mil habitantes, com arrecadação própria menor que 10% da receita total, com municípios vizinhos.

Se passar no Congresso, mais de mil e duzentas cidades do país correm o risco de serem excluídas do mapa do Brasil, entre elas, cinco municípios no Vale do Paraíba: Arapeí, Areias, Lagoinha, Redenção da Serra e São José do Barreiro.

O presidente Jair Bolsonaro, em entrevista coletiva, disse que além da aprovação pelo Congresso, vai depender também da população de cada cidade que entra nesse quesito.

A fusão de municípios gerou alguns comentários de cidadãos contra e a favor da proposta. A maioria é a favor, pois entende que isso vai diminuir os gastos com políticos e seus comissionados, mas por outro lado, é preciso colocar no papel quais serão as consequências para esses moradores quando o assunto for saúde, segurança pública, educação, etc... Será que terá a mesma atenção?

É preciso que o governo seja mais justo na hora de fazer a divisão de recursos para os municípios. O governo federal fica com uma boa parcela dessa arrecadação, o Estado recebe uma outra parte e os municípios ficam com uma pequena parcela que mal conseguem cumprir com seus compromissos.

Se houver a distribuição justa por parte do governo federal do dinheiro arrecadado, não será preciso aumentar os problemas das pequenas cidades.

Com as reformas, medidas econômicas e contingenciamento de verbas, o que sinaliza é que o governo tem hoje o controle financeiro e fundir cidades com menos de 5 mil habitantes com outros municípios, para muitos que estão fora desses municípios é uma ótima ideia, mas para os moradores o transtorno será muito grande.

É preciso discutir melhor o assunto.



Tags: Cinco  municípios  do  Vale  podem  sair  do  mapa  do  Brasil