Economia

Procon-SP aplica R$ 331 milhões em multas em 2019

Brasil - Segundo Monica Bergamo da Folha SP, o Procon-SP aplicou R$ 331 milhões em multas a empresas acusadas de praticar irregularidades contra o consumidor no ano de 2019.

NOTIFICAÇÃO
O montante foi acumulado nos 6.700 autos de infração lavrados pela instituição. Desse valor, R$ 58 milhões foram repassados ao governo estadual.

ADITIVADO
O setor de postos de gasolina foi o mais penalizado, com R$ 12,9 milhões em multas aplicadas. Em seguida vêm o ramo de hipermercados, multados em R$ 8,5 milhões.

LINHA CRUZADA
Na quantidade de reclamações, o setor de telefonia fixa foi o campeão nos dois
semestres de 2019.

ATIVO
O Procon-SP diz que reduziu a solução de reclamações de usuários e irregularidades praticadas por empresas para dez dias.

ATIVO 2
Isso, segundo o órgão, se deu com o aprimoramento do seu aplicativo e de seu novo site, além da criação de novas unidades do Procon em municípios paulistas.

NA ESTRADA
Em 2019, as concessionárias de rodovias estaduais paulistas investiram R$ 7 bilhões em obras e na operação e manutenção de 8,4 mil quilômetros de rodovias. Em 2018 foram investidos R$ 6,2 bilhões.

NA ESTRADA 2
O levantamento é da Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo). Os
maiores aportes em obras no período foram feitos pelas concessionárias Tamoios, Rota das Bandeiras, Entrevias e ViaPaulista.

MANUAL
A Ancine (Agência Nacional do Cinema) vai estabelecer regras de integridade que
preveem análises de possíveis conflitos de interesses de seus servidores. Eles deverão informar se têm participação em empresas produtoras e prestadoras de serviços para o setor do audiovisual, assim como se algum familiar atua no meio.

CONDUTA
A medida é uma recomendação da Controladoria Geral da União, no contexto das
apurações de irregularidades dentro da Ancine, nas quais também estão sendo
investigadas condutas de servidores.

Tags: