Política

Eduardo Cury é a favor do Veto 52 da lei orçamentária

Brasil - O presidente do Congresso Nacional, Davi Alcolumbre, decidiu após reunião com lideranças do Senado e da Câmara nesta terça-feira (3), adiar a votação do veto parcial do presidente Jair Bolsonaro (VET 52/2019) ao projeto de lei do Congresso (PLN 51/2019) que trata do orçamento impositivo na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020.

A derrubada do veto significa ampliar a governabilidade do Parlamento sobre o orçamento, deixando menos de 40% para o Executivo.

#Veto52

Nas redes sociais, a tag #Veto52 vem sendo usado por parlamentares que planejam votar pela manutenção do veto, ou seja, para que o orçamento saia das mãos do Congresso e fique com o Executivo, e também por aqueles que defendem que essa prerrogativa fique nas mãos da Casa, que votarão pela derrubada do veto.

Apoiadores da manutenção do veto também tem se manifestado e cobrado parlamentares através da hashtag.

O deputado federal Eduardo Cury (PSDB) se manifestou a favor do veto.





Tags: