Saúde

Governo de SP decreta calamidade pública e anuncia novas medidas

Brasil - O governo do estado de São Paulo anunciou nesta sexta-feira (20) que decretou estado de calamidade pública por causa do avanço do coronavírus. A medida, anunciada pelo governador João Doria, será publicada no Diário Oficial no sábado (21).

Segundo Doria, o objetivo não é “gerar pânico”, mas “facilitar e permitir uma atuação mais correta e precisa” das autoridades para cumprir o “dever e a obrigação de proteger a população”.

Além do decreto, o governador também anunciou novas medidas que serão adotadas em todo o estado para conter o avanço do coronavírus nos municípios paulistas.

Entre as medidas está a suspensão das atividades de serviço público não essenciais até o dia 30 de abril, o que inclui o fechamento do zoológico e de outras 102 unidades de conservação ambiental como o Parque Villa Lobos, horto Florestal de Campos do Jordão, Parque da Água Branca, entre outros.

O Poupatempo, o Detran e centros esportivos também terão atendimento presencial suspenso. Entretanto, o governador reiterou que o atendimento online, por e-mail ou telefone, continuam.

Outra medida anunciada foi o acordo firmado com a Associação Paulista de Supermercados para que, a partir da segunda-feira (23), o álcool gel seja vendido nos mercados sem margem de lucro. Ainda será limitada a venda de duas unidades por pessoa.

Tags: