Economia

Redução temporária de salários encontra resistência na Câmara

Brasil - Propostas que reduzem o salário de parlamentares e servidores públicos durante a crise do coronavírus podem ser votadas nos próximos dias pelo Congresso Nacional.

Um projeto do líder do PSDB na Câmara, deputado Carlos Sampaio, reduz o salário dos serviços de forma exponencial. Servidores tenham decréscimo de 10%, enquanto aqueles com salário acima de R$ 10 mil mensais teriam redução de 20% a 50%. Trabalhadores da área da segurança pública e saúde ficariam fora da proposta.

Já o líder do Novo, Paulo Ganime, propõe cortes de forma escalonada de acordo com a remuneração.

Ambas as propostas valem durante o estado de calamidade pública pelo governo federal e o dinheiro economizado iria para o ministério da Saúde para combate ao coronavírus.

O tema deve ser aprofundado nesta semana em conversa entre lideranças partidárias e representantes dos três poderes. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, já se mostrou favorável.

Tags: