Política

Frota é condenado a pagar R$ 50 mil a dirigente do PT de Ubatuba

Litoral Norte - O deputado federal Alexandre Frota foi condenado a indenizar o atual vice-presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) de Ubatuba, Gerson Florindo de Souza, por danos morais. Além de multa de R$ 50 mil, Frota deverá retratar-se em suas redes sociais além de cobrir custas processuais.

O Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP) proferiu a decisão no dia 23 de junho, referente a um vídeo com “fake news” (notícia falsa), que teria sido veiculado por Frota na época das eleições de 2018.

Na época, o então candidato divulgou o material, afirmando que Florindo teria invadido um local religioso em Brasília (DF), disfarçado com camisa de apoiador a Bolsonaro e um boné. Lá ele teria xingado e acusado Fernando Haddad, que também estaria presente no local, de prática de diversos atos ilícitos.

O vídeo com a suposta cena teve mais de meio milhão de visualizações em diferentes redes sociais como Facebook, Youtube e Twitter. “A justiça foi feita finalmente. Sofri muito com gozações e ameaças, minha vida pessoal foi muito afetada com esse fato”, conta Gerson.

“Trata-se de um passo importante para combater o uso de fake news para enganar e manipular a população e um alerta às pessoas que costumam circular mentiras em redes sociais como o Whatsapp”, destaca o presidente do PT de Ubatuba e ex-prefeito, Mauricio Moromizato.

Tags: