Editorial

Travessia das balsas causa prejuízos à Ilhabela

Litoral Norte - Para quem achava que só os turistas de final de ano perderiam a paciência com a demora de mais de quatro horas na travessia das balsas entre São Sebastião e Ilhabela, o problema foi bem mais além.

Comerciantes da ilha se revoltaram com os prejuízos nas vendas em razão da desistência de turistas em atravessar o mar e cobram providências dos governos do município e do Estado.

Em documento enviado à Prefeitura, a Associação Comercial e Empresarial de Ilhabela cobra intervenção junto ao Estado. A Dersa informa que opera com a frota máxima.

No final de 2016 para 2017, segundo os comerciantes, eles participaram de reunião com a secretária de Transportes do munícipio e representantes da Dersa, e foi criado um plano de contingência que funcionou.

Este ano não foram chamados, estão amargando prejuízos e não tiveram nenhuma resposta dos Órgãos envolvidos.

Segundo a Prefeitura, foi entregue ao governador Geraldo Alckmin ofício cobrando melhorias no sistema, mas a Dersa informa que o problema foi o excesso de veículos para atravessar as balsas.

Comerciantes disseram que ainda não sabem o impacto que a operação das balsas causou na economia e na imagem de Ilhabela como destino turístico.

Agora, que está havendo excesso de veículos em todo o Litoral Norte, disso ninguém dúvida.



Tags: Travessia  das  balsas  causa  prejuízos  à  Ilhabela