24/04/2024 12:03

Ação da PM: Motoboy é enterrado em São José

O motoboy morto por um tiro em abordagem da Polícia Militar, foi enterrado na manhã desta sexta-feira (13) no velório da Urbam em São José dos Campos (SP).

O corpo de Lelis Henrique Gadioli dos Santos, seguiu em cortejo para o cemitério Colônia Paraíso, na zona sul. O percurso foi acompanhado por motoristas de aplicativo, que seguiram em buzinaço, em protesto pela morte do jovem.

O motoboy saiu de casa para buscar um jogo de vídeo game e foi alvejado a cerca de 100 metros de casa, no bairro Jardim Americano, na zona leste.

Eles contestam a versão apresentada pela PM de que ele estaria armado e pedem justiça. Lelis não tinha passagem policial e deixa dois filhos. O caso será investigado pela Corregedoria da PM e Polícia Civil.

A ação aconteceu por volta de 1h na quinta-feira (12). De acordo com o boletim de ocorrência, os policiais faziam uma ronda no bairro e encontraram o jovem perto de um carro, o que levantou a suspeita de venda de drogas.

Na versão da Polícia Militar, eles tentaram ainda abordar o jovem, mas ele teria posicionado a mão na cintura, o que levantou a suspeita de posse de uma arma e um dos agentes disparou.

Lelis Henrique Gadioli dos Santos era motoboy e trabalhava com entregas por aplicativo. Segundo o irmão da vítima, Leonardo Honório, depois do trabalho ele costumava jogar vídeo game e teria saído para buscar um jogo, quando instantes depois foi baleado.

O resgate chegou a ser acionado, mas quando chegou Lelis já estava morto. Ele foi atingido por um único disparo no peito. Na versão da polícia, depois da morte, eles encontraram na perícia com a vítima uma arma calibre 32 enferrujada e com a numeração raspada. A família nega a versão.

 

Gostou do conteúdo, compartilhe agora mesmo!

Leia também

Veja também