26/02/2024 10:21

‘Aquabus’ vai entrar em operação no fim do mês em Ilhabela

Foto: PMIB

Ilhabela anunciou que, após 8 anos da aquisição, o ‘Aquabus’ vai entrar em operação no fim do mês. Inicialmente, duas das três embarcações adquiridas pela prefeitura no ano de 2015 – na segunda gestão do prefeito Toninho Colucci – farão o trajeto entre os píeres da Barra Velha, Perequê, Engenho D’Água e ponto final na Vila – Centro Histórico da cidade.

De acordo com o prefeito de Ilhabela, Toninho Colucci, a expectativa é que antes do Natal, moradores, turistas e trabalhadores do município possam contar com essa alternativa de transporte. “Os Aquabus foram abandonados pela antiga gestão em uma marina na cidade vizinha por cerca de quatro anos. Esse abandono gerou a abertura de um processo judicial por parte da marina contra a Prefeitura de Ilhabela. Conseguimos reverter a situação e, em breve, vamos entregar para a cidade mais uma opção de transporte público de qualidade para nossos moradores e os turistas”.

Na última quarta-feira (29/11), o subsecretário de Mobilidade, Jadiel Vieira – Keko, realizou a vistoria nas embarcações que passaram por restauração. “Estamos todos mobilizados e trabalhando incansavelmente para a entrega desta nova modalidade de transporte e concretizar mais um compromisso assumido pelo prefeito Toninho Colucci”.

O novo sistema será acessível a pessoas com deficiência e mobilidade reduzida, e terá também um bicicletário. As embarcações têm capacidade para aproximadamente 60 passageiros, dispondo de sistema de ar-condicionado e TVs de tela plana.

Para a navegação, os Aquabus contam com motores modernos e sistema de GPS. O valor inicial da passagem está previsto para ser igual ao do transporte urbano. A Prefeitura pretende oferecer um serviço integrado aos ônibus da cidade por meio do Bilhete Único.

As duas primeiras embarcações a entrar em operação são denominadas “Elpídio Sampaio” e “Edgar Lúcio”, em homenagem aos caiçaras que trabalharam no antigo sistema de travessia de lanchas entre São Sebastião e Ilhabela. E a terceira, com o nome Zé de Alicio, começa a operar na segunda quinzena de janeiro.

Compradas pela Prefeitura de Ilhabela em 2015 – penúltimo ano da segunda gestão do prefeito Toninho Colucci – por R$ 4,5 milhões, as três embarcações nunca entraram em operação. Um dos motivos era a necessidade de adaptação dos píeres para o embarque dos passageiros.

Em 2019, o então prefeito Márcio Tenório sugeriu a cessão das embarcações à Dersa, o que não ocorreu. Posteriormente, ao assumir o governo, a ex-prefeita Gracinha Ferreira anunciou a realização de um estudo de viabilidade e um possível leilão, o que também não aconteceu.

A marina onde as três embarcações estavam atracadas no Rio Juqueriquerê, em Caraguatatuba, entrou na justiça contra a prefeitura. Em 2022, já na terceira gestão do prefeito Toninho Colucci, um acordo com redução de 50% do valor solicitado pela marina foi anunciado, permitindo a manutenção e recuperação dos equipamentos.

Gostou do conteúdo, compartilhe agora mesmo!

Leia também

Veja também