26/02/2024 10:17

Construção de loja que será locada para a Leroy Merlin em Jundiaí vai custar quase 85 milhões de reais

Leroy Merlin em Jundiaí

Um negócio que segue o modelo “built to suit”, modalidade na qual o fundo é o responsável por construir e alugar o imóvel por 12 anos para a empresa

O TRX Real Estate, fundo de investimento imobiliário, divulgou há pouco um fato relevante para o mercado imobiliário, informando a assinatura de um contrato no valor de R$ 84.738.382,97 (oitenta e quatro milhões, setecentos e trinta e oito mil, trezentos e oitenta e dois reais e noventa e sete centavos) com a Leroy Merlin em Jundiaí.

Trata-se do modelo “built to suit”, ou “construção sob medida” (em tradução livre), que envolve a aquisição do terreno, o desenvolvimento imobiliário e a construção de um imóvel que será locado para a Leroy Merlin em Jundiaí, com contrato atípico de 12 anos. O terreno está localizado em Jundiaí, interior de São Paulo, e possui 27,5 mil m², com 13 mil m² de área construída.

O acordo foi estabelecido sem a possibilidade de revisão do aluguel durante o prazo inicial do contrato de locação. O documento também estipula que, após a conclusão das Diligências e Superação das Condições Suspensivas, o fundo iniciará desembolsos, englobando o valor acumulado até a assinatura, destinado à aquisição do terreno e aos custos das obras, previstas para serem concluídas em 11 meses. Nesse período, até a inauguração da loja, o TRXF11 receberá aluguel provisório.

Com a recente aquisição, o fundo preserva a diversificação da carteira, reduzindo a concentração da receita dos atuais principais inquilinos, sem comprometer a qualidade do crédito e do portfólio imobiliário. Alinhada à estratégia atual, a aquisição envolve grandes imóveis destinados ao varejo, locados para grandes empresas, com contratos de longo prazo.

Bem mais do que a Leroy Merlin em Jundiaí! Saiba mais sobre o TRXF11:

Listado na bolsa desde janeiro de 2020, o TRXF11 superou recentemente o marco de 100 mil cotistas. Considerando este contrato, o fundo imobiliário “híbrido” tem 50 imóveis em 12 estados, localizados em grandes centros urbanos e alugados para empresas como Assaí, Pão de Açúcar, Extra, Carrefour, Grupo Mateus, Obramax e Leroy Merlin, seguindo seu racional de formar um portfólio com ativos bem localizados, características técnicas atuais e flexibilidade de uso futuro com o objetivo de distribuir renda e ganho de capital para seus cotistas com imóveis de primeira linha alugados para grandes empresas por meio de contratos de longo prazo.

Neste ano, o TRXF11 alcançou a marca de R$ 1,5 bilhão em valor de mercado.

Trem Intercidades entre São Paulo e Campinas será o mais rápido do Brasil

Gostou do conteúdo, compartilhe agora mesmo!

Leia também

Veja também