22/02/2024 13:39

Governador de São Paulo visita a obra da Linha Verde em São José

Governador

O governador de São Paulo, João Dória, visitou nesta sexta-feira (8) a obra da Linha Verde, na região sul de São José dos Campos. O corredor sustentável vai interligar as regiões sul e leste — as mais populosas da cidade – bem como a região central, tornando o município mais dinâmico, compacto e inclusivo.

Atualmente, ao longo do trajeto, os serviços se concentram na execução de pavimento de concreto e passagem das tubulações de drenagem.

A primeira fase da obra, entre a Estrada do Imperador (região sul) e o Terminal Intermunicipal (região central), será concluída até o fim deste ano. Os serviços são realizados pelo Consórcio Projeto Linha Verde, formado pelas empresas Compec Galasso e Geosonda.

O contrato tem valor de R$ 55,832 milhões, sendo R$ 30 milhões de aporte do governo estadual, no âmbito dos programas de repasse de recursos da Secretaria de Desenvolvimento Regional do Estado.

O convênio foi publicado no final de 2019 no Diário oficial.

Segunda etapa

Na etapa posterior, o projeto prevê a criação do Anel Viário Leste, uma nova via que permitirá a interligação de toda a cidade ao Parque Tecnológico, sem a necessidade de uso da Via Dutra.

Para otimizar os trajetos e melhorar a qualidade de vida, a Linha Verde vai adotar o sistema de VLP (Veículo Leve sobre Pneus), que garante rapidez e conforto às pessoas. O modelo elétrico é pioneiro no país e já está em fase de produção.

O que está sendo feito agora

– Pavimentação na estrada do Imperador e rua Caravelas.

– Pavimento de concreto ao longo do trecho até a Dutra.

– Encontros, travessas e vigas na ponte do Senhorinha.

– Obras de drenagem na avenida Nelson D’Ávila

– Base de pavimento no trecho entre a República do Iraque até a rodoviária.

Governador

Professores aprovam Escola de Formação do Educador

O novo espaço de qualificação e capacitação dos profissionais da Educação municipal, a Escola de Formação do Educador, aberta em 23 de setembro deste ano, possui propostas inovadoras e investe para cuidar de um dos bens essenciais da Educação: os professores.

Os profissionais recém-contratados pela Prefeitura passarão por período de três meses dedicados exclusivamente para formação pedagógica; terão atividades práticas em laboratórios inovadores; passarão por residência pedagógica e capacitações para uso de tecnologias educacionais.

A primeira turma de novos educadores da rede conta com 22 profissionais que compartilham expectativas antes de irem às escolas, assim como aprendizados e animação com a novidade. O grupo recebeu o Material do Professor, composto por camisetas, bolsa com caneta, agenda e squeeze personalizada e um Chromebook.

Confira alguns depoimentos dos novos professores. 

Ex-aluna e agora professora da rede municipal

Em meados de 2010, Camila Lidiane de Morais, hoje com 24 anos, estudava na Emef Maria Amélia Wakamatsu, no Campos de São José, e começava a se preparar para uma nova fase da vida, após conclusão do Ensino Fundamental. Por incentivo da equipe escolar de sua época, Camila foi aprovada no Ismart (Instituto Social para Motivar, Apoiar e Reconhecer Talentos), participou do programa Decolar e depois estudou no Colégio da Embraer. Neste caminho, alguns projetos despertaram seu interesse por Ciências e pela arte de ensinar.

“Vários professores fizeram a diferença na minha vida, desde a escola municipal, quando no 7º ano fui incentivada a me inscrever para o Ismart, e passei a entender que os estudos abrem portas para outras oportunidades. Muitas oportunidades surgiram na minha vida por meio de professores e da Educação, eu quero fazer isso também”, conta a professora formada pela Unicamp em Ciências Biológicas.

Aprovada no concurso de 2019 para ingressar na rede de ensino municipal, Camila participa das propostas da Escola de Formação e se prepara para, em breve, iniciar sua carreira como professora de Ciências. “A Escola de Formação é algo super novo, achei muito incrível ter esse espaço para ampliar nossos conhecimentos e visão”, diz.

Inspiração na escola

“Vivemos um momento de transformação da sociedade e ver uma rede de ensino investindo tanto na educação 5.0 e em novidades para a geração que vai mudar o mundo, que é a dos nossos alunos, é uma satisfação enorme. A Educação tem poder de transformar a vida das pessoas e mudar para melhor, isso me faz sentir animada e realizada no trabalho”. Este é o depoimento emocionado de Patrícia Renata Anequini Bonilha, 43 anos.

A educadora, com experiência no ensino superior, se encantou pela Pedagogia e então teve certeza de sua vocação. “A escola sempre me inspirou, sou de Lins, no interior de São Paulo, e quando penso na infância me lembro sempre da escola, quando estava triste tinha amparo lá, e muitos momentos de felicidade passei na escola. Estudei Economia e me tornei professora de graduação, mas, após cursar Pedagogia e entrar numa sala de aula regular, foi que me encontrei. Estou muito feliz hoje”, diz.

Sonho de ser professor 

Evandro Aparecido da Graça Guedes, 42 anos, é formado em Direito, atuou como Advogado Internacionalista e após anos de experiência decidiu mudar e seguir o sonho de ser professor.

“Por cerca de dez anos eu trabalhei no Direito e dava aulas de Inglês pensando que, quando as aulas começassem a atrapalhar minha rotina eu largaria, mas fiz o contrário, deixei a carreira como advogado em busca de meu sonho maior: ser professor. Para mim, fazer o que se gosta é o melhor, hoje me sinto feliz e realizado”, conta.

Segundo o educador, a acolhida e toda formação recebida na Escola o animam para lecionar. “O meu sentimento é de gratidão por sermos os vanguardistas. Tenho recebido tanto da rede municipal que quero oferecer o melhor para os meus alunos como professor de inglês. Novos idiomas abrem fronteiras para a vida pessoal e profissional, isso é essencial para a formação de cidadãos”, afirma.

Você sabia?

  • Os educadores e especialistas que já atuam nas escolas e na Secretaria de Educação também poderão contar com o local para formações e especializações para funções superiores e práticas pedagógicas inovadoras.
  • Agentes educadores também terão formações e as equipes administrativas das unidades escolares terão cursos online de gestão, em parceria com a Fundhas (Fundação Hélio Augusto de Souza) e o Cephas (Centro de Educação Profissional Hélio Augusto de Souza), para aprimorar o atendimento e as rotinas administrativas.
  • Em parceria com a Unesp (Universidade Estadual Paulista), a Prefeitura irá oferecer uma Pós Graduação (lato sensu) em Educação 5.0, ensino híbrido e metodologias ativas para mais de 2.600 professores efetivos. O curso tem duração de 24 meses e será realizado durante os HTC’s.
  • A rede de ensino municipal conta com o trabalho e a dedicação de cerca de 6.000 profissionais da Educação. Destes, mais de 4.800 são professores, entre: efetivos, eventuais, por prazo determinado ou agentes educadores.
  • A qualidade do trabalho destes profissionais é percebida nos espaços educativos e nas 161 escolas que atendem cerca de 70 mil alunos.

Gostou do conteúdo, compartilhe agora mesmo!

Leia também

Veja também