22/02/2024 15:16

Ubatuba cancela Carnaval, “Tubarão” morde turista no litoral e PF desarticula quadrilha

litoral

A prefeita de Ubatuba, no litoral norte, Flávia Pascoal, divulgou uma imagem em suas redes sociais em que anuncia a suspensão da edição de 2022 do carnaval de rua no município.

Em sua participação no programa “Band Cidade” da TV Bandeirantes a prefeita anuncia, “pretendemos suspender o carnaval, é uma decisão que a gente toma em função de tudo isso que nós estamos vivenciando, essa pós pandemia, é uma situação complicada de saúde ainda, então não haverá”, disse gestora municipal.

litoral

Polícia Federal desarticula quadrilha

A Polícia Federal, em conjunto com a Receita Federal e em colaboração com a Europol, deflagra nesta quinta-feira (18) a Operação Calvary para desarticular organização criminosa que exportou uma carga de uma tonelada e meia de cocaína pura no Porto de São Sebastião no litoral norte em outubro de 2020. O grupo está envolvido com tráfico internacional de cocaína, com atuação em diversos atos de lavagem de dinheiro no litoral.

Cerca de 150 policiais federais e 8 servidores da Receita Federal participam da ação. Ao todo, estão sendo cumpridos 36 mandados de busca e apreensão, 6 mandados de prisão preventiva, 4 mandados de prisão temporária e 7 mandados de interdição de atividade econômica nos estados de São Paulo, Bahia, Mato Grosso, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul.

Os mandados foram expedidos pela 6ª Vara Federal de São Paulo e trazem ainda o sequestro de 28 bens imóveis (localizados em 4 estados), diversos veículos (incluindo carros avaliados em mais de R$ 600 mil) e valores custodiados em contas bancárias de 53 pessoas físicas e jurídicas (incluindo contas abertas em Portugal e na Bélgica).

litoral

Também foi determinado o sequestro de um navio que pertence ao grupo criminoso investigado e seria utilizado no transporte transoceânico de cocaína, bem como a interdição da atividade de uma rede de postos de combustível na Bahia. Ao todo, estima-se que os bens apreendidos durante a investigação superam R$ 50 milhões.

As investigações, que tiveram início em janeiro de 2021, revelaram a existência de organização criminosa com atuação em remessas de cocaína para Europa, por meio principalmente de embarcações transoceânicas. O grupo articulou a exportação de 2.700 kg de cocaína, em outubro de 2020, a partir do Porto no litoral de São Sebastião/SP, utilizando navio que tinha como destino final a cidade de Cadiz/Espanha.

Foram determinados afastamentos do sigilo bancário e fiscal de 66 pessoas, incluindo 39 pessoas jurídicas suspeitas de serem utilizadas pelos investigados para prática de lavagem de dinheiro.

A operação foi batizada de Calvary em alusão ao cemitério no qual Don Corleone, do filme “O Poderoso Chefão I”, foi sepultado, vez que o líder da organização criminosa é chamado pelos demais integrantes do grupo de “Don”, em referência ao personagem.

litoral

Relembre o caso

Em outubro de 2020 a Polícia Federal e a Receita Federal, em ação conjunta, realizaram a apreensão de uma carga de uma tonelada e meia de cocaína pura no Porto de São Sebastião.

O entorpecente estava escondido dentro das Big Bags (embalagens grandes e resistentes para transporte de granéis sólidos) com milho, embarcado no navio Unispirit, de bandeira Antígua e Barbuda, com tripulação russa e tinha como destino a cidade portuária de Cádiz, no sudoeste da Espanha.

O grupo articulou a exportação de 2.700 kg de cocaína a partir do litoral de São Sebastião/SP, utilizando navio que tinha como destino final a cidade de Cadiz/Espanha. No entanto, parte da droga acabou apreendida no Brasil (1.500 kg), durante fiscalização conjunta da PF e RFB, e a outra parte na Espanha (1.200 kg), após comunicação da PF às autoridades policiais daquele país e atuação da Europol.

Essa foi a primeira apreensão de drogas da história do litoral (Porto de São Sebastião). O milho que estava nas Big Bags onde foram encontradas as drogas não tinha como finalidade o consumo humano, mas sim ração animal.

litoral

Tubarão morde turista no Litoral

O pesquisador da Unesp (Universidade Estadual de São Paulo), Otto Bismarck Gadig, confirmou que a lesão sofrida na panturrilha da senhora M. R. L, 79 anos, enquanto se banhava no litoral, na Praia Grande em Ubatuba, no último domingo (14), foi causada por mordida de tubarão.

Em nota técnica, o especialista em tubarões pontuou que a lesão teve 25cm de extensão em sua maior largura e foi pouco profunda. A suspeita é de que a turista tenha sido vítima da espécie tubarão-tigre ou cabeça-chata, ambos de médio a grande porte, presentes na costa de São Paulo.

Somente após análise das imagens do ferimento e depoimento da família Otto Bismarck Gadig pode confirmar qual tipo de animal marinho teria causado a lesão na idosa.

No litoral, há pelo menos 32 anos Ubatuba não registrava nenhum caso de incidente entre banhistas e tubarões. Com essa confirmação, a cidade já registra o segundo incidente no mês de novembro, o primeiro ocorrido na Praia do Lamberto, envolveu um turista francês no dia 3 de novembro. Os dois turistas foram atendidos na Santa Casa da cidade e passam bem.

litoral

Gostou do conteúdo, compartilhe agora mesmo!

Leia também

Veja também