24/04/2024 13:20

Obras da Linha Verde não param e seguem no “feriadão do dia 2” em São José

As obras da Linha Verde não param e estão com várias frentes de trabalho em São José dos Campos. Com o avanço das atividades, haverá a interdição de dois novos pontos na região sul da cidade a partir da próxima quarta-feira (3), para serviços de drenagem e execução de pavimento rígido.

Um dos locais será a rotatória da Estrada do Imperador com a avenida dos Evangélicos, que será totalmente interditada. Nenhum imóvel terá o acesso bloqueado.

O secretário de Mobilidade, Paulo Roberto Guimarães Júnior conversou conosco:

Linha Verde

Quem deseja acessar a Estrada do Imperador sentido bairro, através da avenida dos Evangélicos, deve seguir à direita na Estrada do Imperador até a próxima rotatória e retornar pela mesma via.

Já quem transita na Estrada do Imperador sentido bairro, e deseja acessar a avenida dos Evangélicos, deve seguir em frente até o retorno na Estação Sul da Linha Verde, retornar pela Estrada do Imperador e acessar avenida dos Evangélicos.

Linha Verde

Mais Linha Verde

A outra interdição irá ocorrer em um dos acessos para a rua Francisco de Assis Dias, entre a avenida Dr. João Batista Soares e a rua Anna Carolina dos Santos. No local, a interdição será definitiva para a passagem de um trecho da Linha Verde. Nenhum imóvel terá o acesso bloqueado.

Por conta do fechamento, o motorista que antes cruzava a Estrada Velha pela rua Candeias deverá seguir pela rua Candeias até o cruzamento com a av. Benedito Bento, retornar pela avenida Dr. João Batista Soares e acessar a rua Francisco de Assis Dias.

Já os motoristas que utilizam a rua Francisco de Assis Dias para acessar a Estrada Velha podem utilizar rotas alternativas, como a avenida Benedito Bento ou a rua Luís Antônio de Castro (atrás do supermercado Coop).
As interdições têm o apoio dos agentes da mobilidade e estarão devidamente sinalizadas.

Informações sobre a obra da Linha Verde

A Prefeitura de São José dos Campos lançou o projeto Linha Verde, iniciativa inédita de desenvolvimento urbano. O plano prevê a criação de um corredor sustentável para interligar as regiões sul e leste — as mais populosas da cidade – bem como a região central, tornando o município mais dinâmico, compacto e inclusivo. Ao longo do trajeto serão 11 estações.

A Linha Verde, feita sob medida para atender aos modernos conceitos de planejamento urbano e em consonância com as diretrizes do Plano Diretor, vai facilitar o acesso a serviços e estimular o desenvolvimento econômico ao longo de sua extensão.

O projeto utilizará até 31% da faixa pertencente à ISA CTEEP (Companhia Paulista de Transmissão de Energia Elétrica S/A). A desapropriação foi realizada por meio de troca de IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano).

O eixo sustentável vai contribuir para a criação de novas centralidades, estimulando o crescimento do setor imobiliário, aquecendo a economia e gerando empregos com a expansão de novos empreendimentos, além de interligar alguns dos principais centros comerciais da cidade, caso de CenterVale Shopping, Vale Sul Shopping e Shibata Supermercados.

A Linha Verde também vai beneficiar os estudantes, que frequentam diariamente as universidades instaladas ao longo do trajeto, Anhanguera e Anhembi-Morumbi.

O distrito industrial Chácaras Reunidas e o Centro Empresarial Eldorado terão acesso mais facilitado, beneficiando trabalhadores e o setor produtivo do município.

Mobilidade

O Linha Verde também vai abranger a área de mobilidade urbana. Pelo corredor, irá circular o transporte rápido de massa, que irá garantir modernidade, agilidade e conforto no serviço de transporte público oferecido à população.

Eixos

A Linha Verde está apoiada eixos fundamentais:

Desenvolvimento Urbano e Centralidades

O corredor tornará a cidade mais compacta, facilitando o acesso a serviços e estimulando o desenvolvimento econômico entre as regiões sul e leste.

TRM (Transporte Rápido de Massa)

O novo modelo, inspirado nos modelos mais avançados do mundo, une modernidade, conforto e agilidade no serviço de transporte público oferecido à população.

Sustentabilidade

A Linha Verde vai promover o desenvolvimento urbano e econômico, preservando o meio ambiente. Nos trechos de implantação o corredor será em concreto, as calçadas serão feitas com elementos permeáveis e a iluminação será em LED alimentada por sistema fotovoltáico on-grid. Também será feita a ampliação da arborização ao longo de todo o traçado.

Gostou do conteúdo, compartilhe agora mesmo!

Leia também

Veja também