18/05/2024 09:44

Dinheiro: Nascidos em outubro já podem sacar o Bolsa Família

dinheiro

Os nascidos em outubro já podem sacar o dinheiro do Bolsa Família. O calendário tem início nesta segunda-feira, 18 de outubro. As parcelas podem ser movimentadas pelo aplicativo Caixa Tem. Além disso, é possível sacar os valores por meio dos cartões Bolsa Família ou Cartão Cidadão.

Nesta segunda-feira (18) recebem o dinheiro os beneficiários com Número de Identificação Social (NIS) terminado em 1. A Caixa Econômica Federal já liberou o calendário de pagamentos do Bolsa Família de todos os meses restantes de 2021 [confira abaixo]

Como o auxílio emergencial ainda está em andamento, os beneficiários recebem um dinheiro mais vantajoso entre ambos os programas, até este mês. Quando encerrar o pagamento do auxílio emergencial, segundo o Governo Federal, terão início os pagamentos do novo Bolsa Família, o Auxílio Brasil. As diretrizes do novo programa social foram definidas na Medida Provisória nº 1.061, entregue pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, ao Congresso Nacional no dia 9 de agosto.

NIS terminado em 1

18/10
17/11
10/12

NIS terminado em 2

19/10
18/11
13/12

NIS terminado em 3

20/10
19/11
14/12

NIS terminado em 4

21/10
22/11
15/12

Extensão do Auxílio

O ministro da Economia Paulo Guedes afirmou que o governo só considera estender o auxílio emergencial, que ajudou famílias de baixa renda a sobreviverem na pandemia, se surgir uma nova variante da covid-19, segundo o portal Metrópoles.

A última parcela do benefício em dinheiro será paga em 31 de outubro. “Se tivermos um aumento na doença, faremos o mesmo que antes: nós aumentaremos os gastos com proteção para os mais vulneráveis. Mas não é isso o que está acontecendo, com vacinação em massa e volta segura ao trabalho”, disse.

Aumento dos preços dos alimentos e da energia

Guedes também deu entrevista à CNN Internacional. Durante a conversa, o chefe da pasta econômica declarou que o aumento dos preços dos alimentos e da energia são os culpados pela alta do IPCA (indicador que regula a inflação no Brasil) e que a pandemia de Covid-19 fez explodir a inflação em todo o mundo.

Em setembro, o IPCA chegou a 1,16% e e acumula alta de 10,25% em 12 meses. O número é quase o dobro da meta perseguida pelo Banco Central para 2021, de 5,25%. Logo após essa declaração, o ministro ainda prometeu que o governo ampliaria benefícios sociais. “Vamos aumentar a transferência direta de renda para a população pobre cobrir os preços dos alimentos e da energia”, disse em referência ao Auxílio Brasil, novo nome do Bolsa Família.

Aposentados

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) iniciou hoje (24) o pagamento da segunda parcela do 13º salário de aposentados e pensionistas. Até 7 de julho, o instituto conclui o pagamento para cerca de 31 milhões de segurados. A data do depósito é de acordo com o número final do benefício (começa pelo 1), sem levar em conta o dígito verificador.

O pagamento é feito em duas parcelas. A primeira, correspondente a 50% do benefício devido no mês de maio de 2021, foi paga com os benefícios dessa competência – de 25 de maio a 8 de junho. A segunda parcela está sendo paga junto com os benefícios da competência do mês de junho de 2021 – de 24 de junho a 7 de julho. Normalmente, o pagamento ocorre nas competências de agosto e novembro.

Quem passou a receber o dinheiro depois de janeiro, terá o valor será calculado proporcionalmente.

Calendário

Calendário de pagamento do 13º salário para beneficiários que recebem até um salário mínimo

dinheiro

Calendário de pagamento do 13º salário para beneficiários que recebem mais de um salário mínimo

dinheiro

Imposto de Renda
A segunda parcela do 13º salário pode ter um valor diferente da primeira devido ao desconto do Imposto de Renda (IR). Essa tributação varia conforme a idade: para aposentados a partir de 65 anos, há isenção extra do Imposto de Renda e só é cobrado se o benefício superar R$ 3.807,96. Já o segurado com idade até 64 anos paga IR caso receba acima de R$ 1.903,98.

Quem tem direito
Tem direito ao dinheiro do 13º salário quem, durante o ano, recebeu benefício previdenciário de aposentadoria, pensão por morte, auxílio-doença, auxílio-acidente ou auxílio-reclusão. Não têm direito ao abono anual os que recebem benefícios assistenciais, como Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social (BPC/Loas) e Renda Mensal Vitalícia (RMV).

Impacto econômico
A expectativa da Secretaria da Previdência do Ministério da Economia é injetar cerca de R$ 52,7 bilhões na economia, com o pagamento do 13º salário. De acordo com o ministério, a medida não tem impacto orçamentário, já que haverá somente a antecipação do pagamento do dinheiro, sem acréscimo na despesa prevista para o ano.

Gostou do conteúdo, compartilhe agora mesmo!

Leia também

Veja também