03/03/2024 15:32

Vagas de trabalho temporário crescem na região

vagas

As Vagas de trabalho temporário crescem na região. Cerca de uma em cada quatro empresas (23%) planeja contratar temporários nos últimos três meses de 2021 para auxiliar no fluxo de vendas do Natal, de acordo com pesquisa divulgada pelo site Empregos.com.br.

Além do aumento de 419% no número de vagas nas áreas de comércio e serviços, como observado habitualmente na época das festas, a pesquisa aponta o crescimento significativo na oferta de vagas nos setores de telemarketing (466%), construção civil (166%) e indústria (150%).

Para Leonardo Casartelli, diretor de marketing do Empregos.com.br, as novas vagas envolvem também contratações fixas para repor as perdas causadas pela pandemia do novo coronavírus. “Muitas empresas diminuíram a carga de trabalho e precisaram reduzir o quadro de funcionários, mas estão voltando à normalidade e recontratando”, afirma ele.

vagas

A maior procura por novos profissionais surge como um reflexo do avanço da vacinação e do retorno dos consumidores às ruas. De acordo com a CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), o Natal de 2021 seja o melhor dos últimos anos na criação de vagas temporárias.

A entidade estima que sejam contratados 94,2 mil trabalhadores para atender ao aumento sazonal das vendas de fim de ano. No ano passado, o volume de vagas temporárias criadas foi 27,5% menor, de apenas 68,3 mil, a menor oferta dos últimos cinco anos.

Diante do cenário positivo, Casartelli alerta que os candidatos que procuram ingressar no mercado de trabalho neste fim de ano devem investir em qualificação para aumentar a chance de serem efetivados.

“Com a crise econômica provocada pela pandemia e o distanciamento social, surgiu um perfil de profissional interessado em cursos mais curtos. […] À medida que as pessoas foram se aperfeiçoando, a qualificação deixou de ser uma alternativa para virar condição básica em muitas áreas, principalmente as relacionadas com tecnologia”, diz o executivo.

vagas

Apenas 10% dos reajustes salariais superaram a inflação

Somente 9,5% das negociações trabalhistas efetivadas no mês de agosto resultaram em ganho salarial acima da inflação aos profissionais brasileiros, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira (22) pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

Conforme o levantamento, os reajustes medianos conquistados pelos trabalhadores no mês passado foram de 8,5%, valor 1,4% inferior ao INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) de 9,9% no acumulado dos últimos 12 meses.

Assim, 67% das negociações firmadas em agosto resultaram em perda real aos trabalhadores e as demais 23,5% apenas repuseram o poder de compra às categorias. No acumulado do ano, mais da metade (50,5%) dos acordos reajustaram os salários em proporção abaixo do índice de preços

De acordo com o levantamento feito com base em dados do Ministério da Economia, a situação foi pior aos profissionais que tiveram os reajustes negociados a partir de acordos coletivos (+8%) do que o das convenções (+9,1%). Com a atualização dos dados, o piso médio oferecido aos trabalhadores nas negociações ficou em R$ 1.396.

A partir dos dados, os pesquisadores apontam que agosto foi o mês mais cruel dos últimos 12 meses aos trabalhadores, já que superou a diferença entre os reajustes salariais e a taxa de inflação de 1,2 ponto percentual apurada em julho.

Entre os setores, apenas o comércio atacadista e varejista (0%) teve um reajuste que repôs a inflação e manteve o poder de compra dos trabalhadores. Por outro lado, os segmentos de refeições coletivas (-8,4%) e hospitais e serviços de saúde lideraram as perdas reais aos profissionais.

Já na análise entre os Estados que somaram cinco ou mais negociações no período de apuração, somente o Rio Grande do Sul (0%), Santa Catarina (0%) e o Paraná (0%) contemplaram os colaboradores com uma reposição do INPC e sem perda real. Na contramão, as maiores perdas ocorreram no Rio de Janeiro (-4,9%) e no Espírito Santo (-4%).

PAT

O Posto de Atendimento ao Trabalhador de São José dos Campos disponibiliza vagas de emprego nas mais diversas áreas do mercado de trabalho, todas elas estão cadastradas no Portal Mais Emprego e estão acessíveis para quem tiver cadastro no Portal.

Gostou do conteúdo, compartilhe agora mesmo!

Leia também

Veja também