20/05/2024 05:09

Prefeitura de São José vai discutir o Plano de Contingência na cidade

vereadores

A Prefeitura de São José dos Campos realizou nesta segunda-feira (4) audiência pública para apresentar e discutir o Plano de Contingência de atendimento em situações de emergência com o objetivo de garantir mais segurança à população e preservar vidas em casos envolvendo desastres naturais.

O encontro na Câmara Municipal durou cerca de uma hora. Os munícipes agora terão prazo de 15 dias corridos, até o próximo dia 19, para fazer sugestões, que serão analisadas tecnicamente. Caso sejam viáveis e pertinentes, poderão ser incluídas no documento final.

As manifestações poderão ser feitas pelo e-mail chefiadefesacivil@sjc.sp.gov.br ou protocoladas na sede da Defesa Civil (rua Saigiro Nakamura, 10, Vila Industrial, região leste), de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Será a primeira vez que São José terá Plano de Contingência de Proteção e Defesa Civil, em mais uma inovação da atual Administração. Será gerenciado pela Defesa Civil e está disponível para consulta no site da Prefeitura (www.sjc.sp.gov.br).

O documento estabelece os procedimentos a serem adotados pela Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e demais órgãos de atendimento em situações de emergência, como alagamentos, inundações e escorregamentos de terra.

Plano, inédito em São José, aprimorará ainda mais o serviço público

Eficiência e agilidade

Munícipes e lideranças da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros destacaram a importância do Plano de Contingência para São José.

“O Plano de Contingência será fundamental para atuações em casos de emergência. Acredito que garantirá mais agilidade e eficiência no serviço prestado à população”, disse a arquiteta Thaís Leitão, que tem 33 anos e mora no centro.

A opinião foi compartilhada pelo coordenador da Defesa Civil na RMVale (Região Metropolitana do Vale do Paraíba, Litoral Norte e Serra da Mantiqueira), Wander Vieira, e pelo comandante do Corpo de Bombeiros de São José dos Campos, tenente João Bosco dos Santos Júnior.

“Espetacular e sensacional termos Plano de Contingência. Consolidará o trabalho que já fazemos na prática e fortalecerá o sistema de proteção e Defesa Civil em toda a cidade”, afirmou Vieira.

“O Plano de Contingência garantirá a integração entre todos os órgão envolvidos, beneficiando diretamente nos atendimentos de emergência e, consequentemente, melhorando o serviço oferecido à comunidade”, disse Bosco.

Trabalho integrado

Com a implantação do Plano, a Prefeitura e os órgãos parceiros garantirão ainda mais eficiência e agilidade no atendimento à população, preservando vidas, evitando agravamento de situações críticas e garantindo amparo e abrigo em casos de necessidade e a retomada da normalidade após as emergências.

O documento define ações preventivas, atendimentos e medidas para correção de eventuais danos.

O Plano de Contingência foi elaborado e tem a participação de 12 secretarias municipais, além de 9 órgãos externos e governamentais, como concessionárias de serviços e entidades voluntárias.

Capacitação constante

A Prefeitura tem investido na capacitação constante dos agentes da Defesa Civil e voluntários da comunidade e na compra de novos equipamentos, carros e uniformes para aprimorar cada vez mais o atendimento à população.

A equipe é formada atualmente por 25 agentes e 170 voluntários treinados.

Prefeitura

Pró-Trabalho

A Prefeitura de São José dos Campos publicou mais uma lista de convocação do programa Pró-Trabalho, chamando desta vez 100 novos bolsistas.

Quem estiver com o nome na relação disponível no site oficial da Prefeitura (www.sjc.sp.gov.br) ou for contatado por e-mail e telefone, deverá comparecer à Secretaria de Apoio Social ao Cidadão nesta terça-feira (5) e nesta quarta-feira (6) nos horários agendados: 8h30, 9h30, 10h30, 13h30 e 15h.

Foram convocados 50 beneficiados para comparecimento nesta terça e outros 50 nesta quarta.

Os beneficiados têm que apresentar os seguintes documentos: RG, CPF, carteira de trabalho, currículo, comprovante de residência e comprovante escolar.

Para preservar a saúde dos futuros bolsistas e funcionários, o atendimento será feito de forma escalonada. Os espaços para receber o público ainda contarão com higienização e disponibilização de álcool em gel.

Vagas

As vagas disponíveis são para o eixo de serviços externos. No total, 20% das vagas oferecidas são destinadas às pessoas em situação de vulnerabilidade, como por exemplo mulheres com medida protetiva e pessoas em situação de rua, entre outras.

Após a fase de entrega de documentos, os bolsistas serão encaminhados aos respectivos locais de trabalho, onde darão início à parte prática do programa, bem como aos cursos de qualificação.

Com esta chamada, o Pró-Trabalho já soma 3.790 convocações desde o início do programa em 2018.

O programa

Coordenado pelas secretarias de Apoio Social ao Cidadão e de Inovação e Desenvolvimento Econômico, o Pró-Trabalho oferece oportunidades e cursos de qualificação com o intuito de preparar os bolsistas.

Os benefícios para os bolsistas são bolsa-auxílio qualificação no valor de R$ 1.000 por mês, por até um ano e renovável por igual período, vale alimentação de R$ 100 e vale transporte.

 

Gostou do conteúdo, compartilhe agora mesmo!

Leia também

Veja também