25/05/2024 10:56

São José dos Campos vira referência em mobilidade

São José

São José dos Campos vira referência em mobilidade. Será iniciada nesta sexta-feira (1) uma nova etapa da obra de um supermercado que está se instalando no Jardim Aquarius, região oeste da cidade, com a execução de uma nova faixa de aceleração e calçada. As melhorias viárias são uma contrapartida exigida pela Prefeitura e acontecem em frente ao futuro empreendimento em um trecho da avenida Benedito Matarazzo.

Por conta da obra, um abrigo de ônibus que fica em frente ao futuro supermercado será temporariamente desativado devido à demolição do muro existente no local. De forma provisória – 30 dias previstos para a conclusão da obra -, o abrigo será transferido para cerca de 100 metros antes do local atual.

Além do muro, todo o passeio do trecho do empreendimento será demolido para a execução de uma nova calçada. Também será construída uma faixa de aceleração e um novo asfalto com uma nova sinalização horizontal (de solo) e vertical (placas).

Após a conclusão das obras, o abrigo de ônibus retornará para o local atual. As obras terão o acompanhamento dos agentes da mobilidade e da Secretaria de Mobilidade Urbana.

Resende busca em São José referências para o transporte

Uma comitiva da Prefeitura de Resende (RJ) concluiu, nesta terça-feira (28), uma visita técnica em São José dos Campos para conhecer algumas ações em mobilidade urbana realizadas pela administração. A cidade tem recebido a visita de representantes de cidades do país que buscam em São José referências para diversos projetos.

Inicialmente, o motivo da vinda do grupo de Resende foi para conhecer sobre o transporte público e informações sobre fretamento. “Mas foram tratadas outras pautas, como transporte por aplicativo, táxi, transporte escolar, moto frete”, conta Desyrée Mendonça, assessora jurídica da Sumtran (Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito).

A vinda a São José também foi importante para o grupo comparar a legislação de transporte por aplicativo e auxiliá-los numa possível elaboração de legislação para o transporte executivo em Resende.

A visita foi iniciada na Secretaria de Mobilidade Urbana, onde foram apresentados diversos projetos e ações da pasta, e concluída no CSI (Centro de Segurança e Inteligência), referência nacional de integração, inovação e tecnologia. “Podemos observar um setor muito organizado, silencioso, pessoas cooperativas, dominando conhecimento, gostamos muito da visita”, disse Desyrée.

“Escolhemos São José dos Campos pela excelente recomendação de um transporte organizado, cidade modelo de transporte urbano e mobilidade urbana”, comentou Desyrée, que veio acompanhada do superintendente da Sumtran, Júlio Cesar, e da coordenadora de permissões do setor, Maria Auxiliadora.

São José sedia Seminário Internacional de Mobilidade

A AEA (Associação dos Engenheiros e Arquitetos) de São José dos Campos, com o apoio da Prefeitura Municipal, abriu na noite desta quinta-feira (27) a 3ª edição do Seminário Internacional de Mobilidade Urbana, que será realizado no Cefe (Centro de Formação do Educador), em Santana, na região norte.

O evento já contou com palestras nesta quinta-feira e continua com uma programação recheada nesta sexta-feira (28), a partir das 8h45, e no sábado (29).

O seminário é totalmente gratuito e, além de palestras, terá a apresentação de cases nacionais e internacionais de sucesso na área de mobilidade, exposição de diversas empresas parceiras, curso sobre carro elétrico e uma oficina realizada pela Secretaria de Mobilidade Urbana de São José para discutir o novo modelo de transporte público na cidade.

Nesta edição, o evento será focado na mobilidade urbana e humana, a integração dos diferentes modais, os meios de transporte sustentáveis e inclusivos e os impactos que causam no dia a dia das pessoas e na economia das cidades, além de promover um debate entre profissionais técnicos e sociedade civil sobre quais são as perspectivas futuras da mobilidade e a quebra de paradigmas.

O presidente da AEA, Carlos Vilhena, acredita que os aparelhos celulares terão um papel determinante nos próximos anos. “Hoje, não discutimos muito a questão de transporte, tráfego, mas sobre a mobilidade urbana e humana. Acredito que de 3 a 7 anos o mundo estará diferente, a forma como nos locomovemos. Estaremos ainda mais ligados ao celular, aplicativos, veículos sob demanda”, disse.

“Gerenciamos toda a nossa vida pelo celular e podemos construir nossos conhecimentos pelo celular. Por isso é uma questão de mobilidade humana. Precisamos pensar na frente e nas próximas gerações, pensando em uma agenda sustentável”, completou Vilhena.

Além da participação de grandes nomes regionais e nacionais para os painéis, o evento contará com a presença internacional de Manuel Hall, Diretor de Mobilidade Inteligente da EDP Lisboa, cidade que tornou-se a capital da mobilidade da Europa ao ganhar o prêmio da Semana Europeia da Mobilidade de 2018 pelo empenho do município na promoção do ambiente e da mobilidade sustentável.

Para participar do evento é preciso fazer uma inscrição no site da AEA, onde os interessados também podem consultar toda a programação.

Curiosidades

Veja também:

https://www.transitoaberto.com.br/lazer-para-turistas-e-moradores-no-parqu/

Gostou do conteúdo, compartilhe agora mesmo!

Leia também

Veja também